Google confia em aprovação de autoridades a acordo com Yahoo

sexta-feira, 25 de abril de 2008 21:51 BRT
 

Por Anupreeta Das

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Google acredita que as agências reguladoras não vão proibir um eventual acordo comercial com o Yahoo porque este seria "não-exclusivo" e não representaria uma fusão, disse na sexta-feira uma pessoa familiarizada com o pensamento do Google.

O Yahoo está explorando alternativas à proposta de aquisição por 42,7 bilhões de dólares feita pela Microsoft, uma quantia que a empresa, pioneira nos mecanismos de buscas na Internet, considerou baixa demais.

O Departamento de Justiça dos EUA questiona as empresas a respeito de possíveis violações às leis de concorrência, disseram fontes nesta semana, enquanto o Yahoo completou um teste de duas semanas de um sistema do Google que vende anúncios junto com os resultados das buscas no Yahoo.

O Google acha que essa parceria não seria lesiva à concorrência porque o Yahoo usaria a plataforma de procura de anúncios do Google, mais lucrativa, para ganhar dinheiro para si próprio, segundo essa fonte, que pediu anonimato.

Esse modelo não seria diferente de parcerias que o Google já tem com outras empresas da Internet, como AOL e InterActiveCorp, segundo essa fonte.

Por outro lado, o Google acha que a aquisição do Yahoo pela Microsoft traria mais problemas jurídicos, porque a empresa resultante poderia controlar enormes parcelas de múltiplos mercados, como o correio eletrônico e programas de mensagens instantâneas, disse essa pessoa.

O Google e o Yahoo dizem ter cooperado com o Departamento de Justiça e informado às autoridades sobre o teste.