Britânicos poderão pagar menos por downloads do iTunes

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008 15:30 BRST
 

Por David Lawsky e Huw Jones

BRUXELAS (Reuters) - Os fãs de música britânicos vão pagar menos pelos downloads feitos da loja online iTunes, depois de o executivo-chefe da Apple, Steve Jobs, fechar um acordo com a Comissão Européia.

Os consumidores britânicos estavam indignados porque pagavam quase 10 por cento mais que outros na Europa pelo conteúdo do iTunes que quisessem tocar em seus iPods da Apple.

O porta-voz da Comissão Européia, Jonathan Todd, anunciou na quarta-feira que, "como resultado direto das negociações entre Steve Jobs e Neelie Kroes (comissário de Competição Européia), a Apple vai reduzir seus preços nos próximos seis meses."

O acordo, pelo qual a Comissão arquivou acusações feitas à Apple, soluciona um dos vários fatores de irritação nas relações entre consumidores, Apple e gravadoras.

A Apple disse que vinha tendo que pagar mais a algumas gravadoras por seus conteúdos na Grã-Bretanha e avisou que vai "rever a continuidade de sua relação" com os selos que não reduzirem seus preços no atacado na Grã-Bretanha aos níveis vigentes no resto da Europa, dentro de um prazo de seis meses.

Jonathan Arber, analista na consultoria de mídia Ovum, disse que "isso provavelmente vai prejudicar ainda mais a relação já difícil da Apple com as maiores gravadoras."

De acordo com ele, as empresas de música estão tendendo a eliminar a proteção de cópias, conhecida como administração de direitos digitais, em parte para libertar-se do poder crescente da iTunes.

Os consumidores também reclamam que os downloads feitos da iTunes só podem ser tocados no iPod. Mas, segundo a Comissão Européia, a Apple poderá continuar com essa prática, que não viola a lei.   Continuação...