Samsung prevê recuperação em chips e fortes vendas de celulares

quarta-feira, 28 de novembro de 2007 12:48 BRST
 

Por Marie-France Han

SEUL (Reuters) - A sul-coreana Samsung Electronics anunciou na quarta-feira que o excesso de oferta de chips de memória para computadores pessoais deveria se reduzir em 2008, devido ao aumento na demanda por aparelhos portáteis, que resultaria em transferência de produção para o segmento de chips flash.

A maior fabricante mundial de chips de memória se tornou a segunda colocada no mercado mundial de celulares, atrás da finlandesa Nokia neste ano, depois de ultrapassar a rival norte-americana Motorola, e ofereceu projeções ambiciosas para os seus resultados, prevendo que no ano que vem venderia 25 por cento a mais em celulares do que em 2007.

Em outubro, a Samsung anunciou que o lucro do terceiro trimestre não avançou devido à lentidão no mercado de chips de memória, apesar do forte desempenho no setor de televisores de tela plana. A empresa alertou, igualmente, que o segmento de chips de memória poderia sofrer prejuízos no atual trimestre.

Ainda que o mercado de chips do tipo dynamic random access memory (DRAM) continue difícil, a ascensão na demanda pelos chips de memória flash NAND, usados em aparelhos portáteis como o iPhone, da Apple, significa que os fabricantes transferirão capacidade de produção dos chips DRAM para os NAND, o que reduzirá o excedente de oferta no segmento DRAM, segundo Chu Woo-sik, vice-presidente executivo de relações com investidores.

Além disso, muitos dos produtores de chips de memória deixarão de usar algumas das linhas de produção mais antigas, que empregam bolachas de silício de 20 centímetros, porque elas oferecem baixo custo/benefício. A conversão a sistemas mais lucrativos, que produzem mais chips com bolachas maiores, é um processo demora