Lance em leilão de freqüências nos EUA ativa acesso aberto

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008 14:38 BRST
 

Por Peter Kaplan

WASHINGTON (Reuters) - Uma oferta de 4,71 bilhões de dólares, na quinta-feira, por uma porção considerável das freqüências de comunicação sem fio que estão sendo colocadas à venda pelo governo dos Estados Unidos deflagrou uma condição desejada pelo Google, sob a qual as faixas do espectro adquiridas se tornariam abertas a qualquer aparelho ou aplicativo de software.

Depois de 17 rodadas de leilão, os lances pelo bloco "C" do espectro na banda de 700 megahertz excedeu o mínimo de 4,64 bilhões de dólares determinado pela Federal Communications Commission.

As identidades dos responsáveis pelos lances estão sendo mantidas em sigilo, sob as regras da FCC, até que o leilão todo seja concluído. No entanto, analistas continuam a apontar para a Verizon Wireless e para o líder entre os serviços de busca na Web, Google, como mais prováveis interessados pelo bloco C.

"Parece-me mais provável que a Verizon tenha acabado de conquistar o bloco C", disse Rebecca Arbogast, analista da Stifel Nicolaus. "Mas não posso descartar, com base no transcurso do leilão, que alguém mais tenha feito o lance. E esse alguém poderia ser o Google."

O Google pressionou com sucesso a FCC no ano passado a incluir a cláusula de abertura de acesso como parte das regras do leilão.

Os analistas vêm especulando que a empresa poderia ter agido de maneira a forçar os lances a subir o suficiente para ativar a cláusula de acesso aberto, sem que desejasse efetivamente vencer o leilão.

A Verizon Wireless é uma joint venture entre a Verizon Communications e o Vodafone Group .

Porta-vozes da Verizon Wireless e do Google se recusaram a comentar sobre o leilão iniciado há uma semana, que continuará até que não surjam novos lances para qualquer das porções do espectro que estão em oferta.

O bloco C é um dos cinco grupos de freqüências na banda de 700 megahertz que estão em oferta. A soma dos maiores lances para os cinco grupos somava 15,64 bilhões de dólares, na quinta-feira, o que representa montante superior ao de qualquer leilão passado da FCC.