Chineses usam Web para criticar combate do governo a nevascas

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008 13:25 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - Quem assiste à televisão estatal da China ou lê os principais jornais do Partido Comunista fica com a impressão de que o país está unido para combater as pesadas nevascas que deixaram milhões de pessoas isoladas antes das celebrações do Ano-Novo lunar.

Mas os fóruns de discussão, que são muito populares entre os jovens chineses adeptos da tecnologia e a florescente classe média do país, oferecem um quadro muito diferente --queixas quanto à incompetência das autoridades e às reportagens televisivas ridiculamente otimistas ou simplesmente ruins.

"O noticiário da CCTV foi exasperante, hoje. Eles fizeram todo um segmento sobre a área de desastre atingida pelas nevascas, no sul, e depois cortaram para comentar histericamente sobre o heroísmo de seus repórteres," se queixava Feiniao434, referindo-se à TV estatal.

"Os repórteres com certeza estão enfrentando momentos difíceis, mas as pessoas que vivem nas áreas de desastre estão muito pior, e são elas que ocupam a verdadeira linha de frente!", acrescentou.

Outro participante, que usa o apelido "Semiconductor", disse que deixou de acreditar nas previsões do tempo, e chamou a CCTV de "TV confunde civis."

"Eles sempre sabem como transformar más notícias em boas notícias", afirmou Semiconductor.

A rede de TV estatal "só serve para enganar o povo", e não havia informado sobre a plena extensão do desastre, acrescentou um participante que assina "não sou escravo hoje."

Sanllyzhao escreveu, de Bijie, em Guizhou, uma província no sul do país fortemente prejudicada pelas tempestades, para relatar a "verdadeira situação" na área, que inclui falta de luz e água há duas semanas, e negligência de parte das autoridades.

"Por favor, acorde, governo de Guizhou!", ele se queixa.   Continuação...