Feira tecnológica aposta em mais trabalho e menos diversão

segunda-feira, 3 de março de 2008 10:31 BRT
 

Por Georgina Prodhan

FRANKFURT (Reuters) - Muito antes que a Europa começasse a mostrar os primeiros sintomas da doença que vem debilitando a economia dos Estados Unidos, a maior feira de tecnologia do continente já havia decidido reduzir seu tamanho ao mínimo essencial e apresentar uma imagem mais enxuta.

A feira anual de tecnologia Cebit, que começa esta semana na cidade de Hannover, norte da Alemanha, terá um dia a menos de duração neste ano, e seus organizadores afirmam que será mais eficiente e mais orientada às necessidades de negócios.

Os visitantes profissionais, cujo foco é fechar negócios ou fazer contatos vitais, não precisarão mais temer colisões com grupos de alunos de escolas ou famílias que visitam a feira em busca de entretenimento em um dia de chuva, de acordo com o novo conceito da Cebit.

Os aparelhos, as promoções e as novidades de tecnologia voltadas ao consumidor ficarão relegadas ao final de semana que encerra a feira, e ocuparão posição secundária, este ano, com relação ao software antivírus, aos sistema de recuperação de discos rígidos e aos roteadores de Internet.

"A nova Cebit já está instalada", disse Ernst Raue, membro do conselho executivo da Deutsche Messe, que organiza a Cebit e outros grandes eventos comerciais da Alemanha.

"Nosso novo conceito, envolvendo um perfil mais definido, uma estrutura mais clara e significativamente mais conteúdo, está obtendo resposta positiva no mercado", ele acrescentou.

A Cebit perdeu terreno para a IFA, uma feira rival, realizada em agosto/setembro em Berlim e cada vez mais popular junto aos consumidores devido ao seu foco nos bens de consumo eletrônico, e também para a concorrente norte-americana CES, que acontece dois meses antes.

Os organizadores da Cebit esperam atrair o mesmo número de expositores este ano do que atraíram no ano passado, quando 6.150 empresas, entre as quais Microsoft, International Business Machines, e Vodafone instalaram estandes em Hannover.

Eles até agora não divulgaram previsões quanto ao número de visitantes, que no ano passado foi de meio milhão, nesse novo formato da feira, que agora dura seis dias.

 
<p>Um homem manuseia uma tela gigante sens&iacute;vel ao toque exibina na feira CeBIT, em Hanover, Alemanha, nesta segunda-feira. Muito antes que a Europa come&ccedil;asse a mostrar os sintomas que vem debilitando a economia dos EUA, a maior feira de tecnologia do continente j&aacute; havia reduzido seu tamanho ao m&iacute;nimo para apresentar uma imagem mais enxuta. Photo by Hannibal Hanschke</p>