Tele Atlas vai fornecer mapas ao Google por 5 anos

segunda-feira, 30 de junho de 2008 16:15 BRT
 

Por Niclas Mika

AMSTERDÃ (Reuters) - A produtora de mapas digitais Tele Atlas anunciou na segunda-feira um acordo para fornecer mapas ao Google por cinco anos, negócio que lhe permitirá também aproveitar os conhecimentos dos usuários do Google, que apontarão à empresa os erros que existam em seus mapas.

A aquisição da Tele Atlas pela fabricante holandesa de sistemas de navegação TomTom, por 2,9 bilhões de euros (4,6 bilhões de dólares) já propicia à empresa acesso aos dados sobre as condições de tráfego recolhidos pela TomTom, bem como o feedback de milhões de usuários com o objetivo de melhorar os mapas.

"Temos acesso à comunidade da TomTom, a maior entre os serviços de navegação, e agora à do Google, a maior da Internet", disse Alain De Taeye, fundador da TomTom, à Reuters.

O novo presidente-executivo da Tele Atlas, Bill Henry, disse que um usuário do Google Maps ou Google Earth poderá corrigir erros ou omissões em mapas, como nomes de ruas ausentes, e que esses dados serão fornecidos à Tele Atlas como uma fonte de dados adicionais.

Para o Google, o acordo significa uma fonte garantida de mapas para seus aplicativos cartográficos destinados a computadores e aparelhos móveis, já que a Navteq, a única outra fornecedora de mapas digitais com alcance mundial, está sendo adquirida pela fabricante de celulares Nokia .

A Tele Atlas enfatizou a importância da contribuição dos usuários no envio manual ou automático de dados. Isso faz de cada usuário de um serviço de navegação na prática um pesquisador. Os proprietários de aparelhos da TomTom já submetem cerca de 10 mil correções diárias para os mapas da empresa, e muitos motoristas também permitem que a empresa recolha dados anônimos de seus aparelhos para determinar com que velocidade é possível percorrer determinada estrada em diferentes horários do dia, informação que pode ser usada para procurar alternativas de tráfego.

A TomTom tem um banco de dados contendo um trilhão de pontos de dados, o equivalente a ter dirigido mil vezes em cada estrada da Europa e dos EUA.

Os termos financeiros do acordo não foram revelados, mas Henry afirmou que o Google vai se tornar "um cliente muito mais importante" e que a transação vai criar novas oportunidades para a Tele Atlas online.