Philips transfere divisão de monitores de computador à TPV

terça-feira, 8 de julho de 2008 11:09 BRT
 

AMSTERDÃ (Reuters) - A Philips Electronics anunciou na terça-feira que terceirizaria suas operações de monitores de computador para a TPV Technology, depois de medidas iniciais para melhorar a lucratividade em sua deficitária divisão de televisores.

A Philips anunciou em comunicado na terça-feira que a TPV, fabricante de monitores sediada em Hong Kong, produzirá e comercializará todos os seus monitores de computador no mundo sob um acordo de licenciamento de marca, o que vem se somar a um acordo anunciado em abril para a transferência das operações norte-americanas de televisores do grupo à Funai Electric, do Japão.

A empresa sediada em Amsterdã, cujas operações com televisores vêm apresentando déficits devido à concorrência dura de rivais como o grupo Amtran, de Taiwan, produtor da marca Vizio, anunciou que realizaria provisões de 66 milhões de euros (103 milhões de dólares) no segundo trimestre de 2008.

O montante faz parte do total de 125 milhões de euros em provisões que a Philips espera constituir este ano, de acordo com anúncio feito em abril, informou um porta-voz da empresa.

A Philips reportou queda superior à esperada em seu lucro básico, em abril, com o avanço dos prejuízos nas operações de televisores. Na semana passada, a empresa anunciou que planejava cortar centenas de empregos devido aos mercados fracos, e para ganhar competitividade.

A Philips vai manter seu programa de estímulo à lucratividade em suas operações restantes com televisores, principalmente na Ásia e Europa, disse o porta-voz.

Os analistas encararam a transação como positiva, do ponto de vista da TPV. Charles Guo, do JP Morgan, disse que a TPV, que já ajuda a Philips a produzir cerca de três quintos de seus monitores tradicionais, pode desfrutar de melhor economia de escala agora que tomará conta de todo o negócio.

Usar uma marca mundial ajudará a empresa a ganhar destaque em um momento no qual ela vem enfrentando dificuldades para expandir sua presença em um mercado mundial dominado pela Samsung Electronics e pela LG Display .