Deutsche Telekom revela monitoração ilegal de telefonemas

segunda-feira, 26 de maio de 2008 11:04 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A Deutsche Telekom anunciou ter descoberto monitoração ilegal de telefonemas durante uma investigação de alegações de que executivos do grupo haviam espionado membros dissidentes de seu conselho.

A operadora alemã de telefonia informou aos promotores públicos estaduais de sua descoberta de monitoração de telefonemas, que teria ocorrido em 2005.

Mais informações sobre os chamados, tais como duração, horário e as partes envolvidas, foram obtidas, disse, mas acrescentou que não tinham acontecido gravações das conversas, ao contrário do que alega uma revista alemã.

A reportagem da revista Der Spiegel informa que as conversas foram monitoradas para espionar membros do conselho suspeitos de divulgar informações a jornalistas.

"Estou completamente chocado com as acusações", disse o presidente-executivo Rene Obermann, depois que a reportagem revelou que a empresa teria supostamente contratado um especialista de Berlim para conduzir a operação de espionagem.

"Envolvemos as autoridades e as apoiaremos em seus esforços para conduzir uma completa investigação", ele disse.

A monitoração de telefonemas ocorreu quando a empresa era presidida por Kai Uwe Ricke. O então presidente do conselho do grupo, Klaus Zumwinkel, se afastou do posto recentemente depois de se envolver em um caso de sonegação de impostos.

A reportagem da Der Spiegel afirma que os dois alegaram nada saber sobre a monitoração de telefonemas, que segundo a empresa aconteceu em projetos com os codinomes Clipper e Rheingold.

A revista informa que a consultoria contratada havia vasculhado os registros de "centenas de milhares" de telefonemas em linhas fixas e móveis a fim de identificar contatos entre dirigentes da empresa e jornalistas.   Continuação...