Geórgia bloqueia acesso a sites e telejornais russos

terça-feira, 19 de agosto de 2008 12:43 BRT
 

Por Niko Mchedlishvili

TBILISI (Reuters) - As autoridades georgianas bloquearam quase todo o acesso a sites e telejornais russos em seu país, depois do início do conflito com Moscou.

O Ministério do Interior da Geórgia disse que não se tratava de uma medida antidemocrática, mas que não poderia permitir que "transmissões russas assustem nossa população".

Uma guerra quanto à região secessionista da Ossétia do Sul, que conta com apoio russo, gerou fortes emoções na Rússia e na Geórgia, refletida na cobertura noticiosa oferecida por veículos estatais e privados.

"As pessoas das agências de segurança (georgianas) me pediram que bloqueasse sites russos", disse Mamia Sanadiradze, fundador e presidente-executivo do maior provedor de acesso à Internet da Geórgia, o Caucasus Online, à Reuters.

"Houve ameaças de vírus, enfrentamos problemas de desinformação e assim por diante", afirmou Sanadiradze, cuja empresa planeja abrir seu capital na bolsa de Londres. "Espero que, ao final da guerra, possamos desbloquear esses sites."

Há sites em russo disponíveis em outros provedores, de menor porte.

A mídia privada e estatal da Geórgia em geral opera sob forte influência do presidente Mikheil Saakashvili, que promove seu país como uma democracia ao estilo ocidental.

No entanto, a principal estação de TV oposicionista do país foi fechada por agentes armados do Ministério do Interior, em novembro, e parte de seu equipamento foi destruído. Grupos de defesa dos direitos humanos criticaram a abordagem de Saakashvili quanto à defesa dos direitos humanos.   Continuação...