Crescimento do Google ajuda Microsoft em lei antitruste

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008 21:06 BRST
 

Por Diane Bartz e David Lawsky

WASHINGTON/SAN FRANCISCO (Reuters) - O Google Inc. domina de tal forma o mercado de buscas e publicidade na Internet que dificilmente as autoridades vão considerar que a absorção do Yahoo pela Microsoft Corp. viola as leis antitruste, disseram dois especialistas na sexta-feira.

A Microsoft, maior fabricante mundial de softwares, enviou na noite de quinta-feira uma carta ao conselho do Yahoo oferecendo 44,6 bilhões de dólares pela empresa. Na sexta, o Yahoo disse que o conselho vai avaliar a oferta.

Evan Stewart, da consultoria Zuckerman, Spaeder LLP, disse que essa aquisição deve ser aprovada pelas autoridades porque existe um grande concorrente, o Google, porque o setor de tecnologia da informação muda rapidamente e porque há relativamente poucas barreiras para a entrada de novas empresas no mercado.

"No fim das contas, é difícil ver como eles podem rejeitar isso", disse Stewart.

As autoridades de proteção da concorrência nos EUA e na Europa costumam ser duras com fusões que reduzam de três para dois o número de grandes empresas num determinado setor, pois uma menor concorrência pode levar a preços mais altos para o consumidor.

Em 2001, a empresa HJ Heinz desistiu de adquirir a Beech-Nut porque as autoridades eram contra a fusão entre o segundo e o terceiro maior fabricante de alimentos para bebês.

Já a criação de um concorrente mais forte para o Google parece seduzir as autoridades do setor.

Segundo a empresa de auditoria comScore, o Google tem 77 por cento de participação no mercado global de buscas pela Internet. O Yahoo é o segundo, com 16 por cento, e a Microsoft ocupa um distante terceiro lugar, com 3,7 por cento.   Continuação...