Preocupações com guerra de preços derrubam ações da LG Display

sexta-feira, 11 de abril de 2008 10:44 BRT
 

Por Rhee So-eui

SEUL (Reuters) - As ações da LG Display caíram em mais de 5 por cento na manhã de sexta-feira, a despeito dos fortes resultados trimestrais da empresa, devido a preocupações quanto ao enfraquecimento na posição de mercado de seus principais clientes fabricantes de televisores.

Os analistas dizem que o marketing agressivo de líderes de mercado como a Sony e Samsung Electronics no crucial mercado norte-americano de televisores ameaçava a fatia de mercado das marcas clientes da LG Display, como a Philips Electronics, LG Electronics e Vizio.

"Os clientes da LG Display certamente sofrerão perdas devido aos agressivos cortes de preços promovidos pela Samsung", disse Park Sang-Hyun, analista da CJ Investment & Securities.

A LG Display registrou na quinta-feira lucros operacionais recorde no primeiro trimestre, em geral lento, ajudada pela escassa oferta de painéis e pela demanda acelerada por televisores de tela plana antes da olimpíada de Pequim, em agosto.

No entanto, o vice-presidente de finanças James Jeong alertou que o marketing da Sony, propelido pelo preço, poderia afetar os preços das telas da LG Display e suas vendas no segundo trimestre.

Enquanto isso, a acionista e grande cliente Philips Electronics anunciava esta semana que transferiria suas operações de televisores da América do Norte, que vem enfrentando problemas, para a Funai Electric, do Japão, o que gerou preocupações quanto à possibilidade de que a LG Display perca encomendas de telas naquele mercado.

Kwon Young-soo, o presidente-executivo do grupo, anunciou na quinta-feira que os cortes de preços da Sony pareciam "excessivos" e que parecia improvável que fossem mantidos.

"Não acredito que a Sony os manterá", disse Kwon a jornalistas, acrescentando que os cortes de preços da Sony eram dirigidos ao mercado da América do Norte e da China.

A LG Display anunciou lucro de 881 bilhões de won (903 milhões de dólares) no primeiro trimestre, ante prejuízo de 208 bilhões de won no período um ano antes.