Astronautas passam 7 horas no espaço para nova instalação na ISS

sábado, 24 de novembro de 2007 18:15 BRST
 

Por Erwin Seba

HOUSTON (Reuters) - Astronautas passaram sete horas no espaço no sábado, terminando preparativos para a instalação do primeiro laboratório espacial da Europa na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

A comandante da estação, Peggy Whitson, e o engenheiro de vôo, Dan Tani, mantiveram o cronograma previsto para a finalização do ambicioso projeto da Nasa, até 2010, quando a frota de ônibus espaciais dos Estados Unidos deverá sair de circulação.

O laboratório Columbus já foi colocado dentro do compartimento de carga do ônibus espacial Atlantis, que está na plataforma de decolagem na Flórida, com vôo marcado para 6 de dezembro.

Na estação especial, Whitson e Tani passaram a maior parte do tempo colocando o segundo cabo de 136 quilos e 5,5 metros "como se fosse um bastão de alta tecnologia em uma corrida de revezamento" em sua nova posição, disse um porta-voz da agência espacial norte-americana.

O cabo conduz linhas de resfriamento para o módulo Harmony, ao qual o laboratório Columbus ficará conectado a partir de dezembro. O Módulo de Experimentos Kibo, do Japão, será também conectado ao Harmony, em fevereiro.

A excursão de sábado, a 346 quilômetros de distância da Terra, foi a segunda caminhada espacial esta semana para conectar o Harmony aos sistemas de dados, eletricidade e controle térmico a bordo da estação. Whitson e Tani instalaram o primeiro cabo na terça-feira.

"Não poderíamos estar mais satisfeitos com a excelente instalação do Harmony", disse Tani.

Tani e Whitson também fizeram inspeções no equipamento de energia solar da estação e encontraram alguns problemas. Eles poderão fazer uma nova caminhada espacial, ao lado do cosmonauta russo Yuri Malenchenko, para realizar reparos nos painéis de energia solar.