EBay ajusta preços para encorajar vendedores de baixo custo

terça-feira, 29 de janeiro de 2008 15:15 BRST
 

Por Eric Auchard

SAN FRANCISCO (Reuters) - O eBay, líder entre os serviços de leilões online, na terça-feira introduziu mudanças em seus preços e padrões de venda mais rigorosos, em um esforço por reter os vendedores de qualidade, melhorar o atendimento aos clientes e reanimar seu crescimento deprimido.

Em discurso a operadores de lojas eBay e a líderes de mercado da empresa, em Washington, John Donahoe, que em breve se tornará presidente-executivo do grupo, definirá um plano que recompensará os melhores vendedores do mercado com incentivos e posição prioritária nos resultados de busca por itens em leilão.

As principais mudanças envolvem uma redução nas taxas da empresa para colocar um item em leilão ou para que lojas de operadores independentes funcionem no eBay. Também envolvem elevar algumas das taxas pagas pelos vendedores na conclusão de uma venda bem sucedida. E a empresa planeja tornar mais rigorosos os padrões mínimos a fim de desencorajar práticas de venda abusivas.

"Os vendedores que descrevem itens de maneira precisa, enviam-nos em tempo e cobram preços justos desfrutarão de preços e preferenciais e descontos no eBay", disse Donahoe. "Estamos seriamente determinados a tornar o eBay mais fácil de usar e mais seguro."

A empresa está tentando reverter uma desaceleração no crescimento da receita de suas operações de leilões, que caiu à metade do ritmo registrado três anos atrás. A empresa havia dado a entender que mudanças seriam anunciadas em breve quando divulgou seus resultados anuais para 2007, na semana passada.

As medidas entrarão em vigor em 20 de fevereiro, nos Estados Unidos, nos mercados de leilões e de venda a preço predeterminado. Nas próximas semanas, mudanças semelhantes serão adotadas na Alemanha e no Reino Unido, o segundo e o terceiro maiores mercados do eBay. No futuro, as mudanças serão estendidas às demais operações mundiais da empresa.

Nos EUA, o eBay planeja reduzir em 25 por cento a taxa de inserção que incide sobre os itens colocados em leilão e em 50 por cento a que incide sobre itens colocados à venda por preço predeterminado.