Microsoft e Nintendo revelam serviços de jogos independentes

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008 09:50 BRT
 

Por Scott Hillis

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Microsoft e a Nintendo revelaram na quarta-feira novos serviços online para seus consoles de videogame, cujo objetivo é destacar jogos produzidos por produtores independentes, como parte do esforço geral das empresas para explorar o entusiasmo pelos jogos ditos casuais.

O setor norte-americano de videogames movimenta 18 bilhões de dólares ao ano e é cada vez mais dependente de continuações e de produtos licenciados, mas está se voltando aos produtores independentes em busca de inspiração, mais ou menos como a indústria do cinema emprega festivais -a exemplo do Sundance- para procurar novas idéias ou novos talentos cinematográficos.

A Microsoft anunciou que versões para testes dos primeiros jogos independentes, com títulos como "JellyCar" e "The Dishwasher: Dead Samurai", estavam disponíveis imediatamente, e espera que centenas de jogos estejam disponíveis no serviço até o final do ano.

A apresentação da empresa na Game Developers Conference foi dedicada ao lançamento oficial desse serviço para o Xbox 360, o que sublinha a importância do papel que ela espera venha a ser desempenhado por esses jogos mais simples em reforçar o apelo da máquina.

"Agora dispomos de outro ponto de entrada -jogos produzidos por pessoas em seus quartos", disse John Schappert, presidente da plataforma online Xbox Live, em entrevista.

A Microsoft, que está tentando ressaltar seus pontos tradicionalmente mais fortes em termos de desenvolvimento de software para computadores pessoais, começou a oferecer um kit de ferramentas de criação de jogos a amadores cerca de 18 meses atrás, em uma iniciativa designada "XNA".

"Vimos a democratização no desenvolvimento dos jogos, mas agora será preciso algo de novo: a democratização em sua distribuição", afirmou Schappert.

A Nintendo disse que seu serviço WiiWare, a ser lançado em maio nos Estados Unidos para o console Wii, ajudaria a reduzir o custo e o risco de lançamento de jogos novos.

A Sony também promovendo jogos independentes por meio de sua PlayStation Network, usando o serviço para destacar jogos como "Flow" e "Everyday Shooter", produzidos por equipes de apenas uma ou duas pessoas.

(Por Scott Hillis)