Organização assistencial começa a produzir laptops baratos

quarta-feira, 7 de novembro de 2007 12:25 BRST
 

Por Jim Finkle

BOSTON (Reuters) - Um grupo sem fins lucrativos anunciou na terça-feira o início da produção de um novo laptop destinado às crianças de países pobres, o que representa um marco capaz de abalar o setor de computadores pessoais, com a introdução de uma nova era de computação de baixo custo.

A One Laptop per Child Foundation, criada em 2005 por Nicholas Negroponte, professor do Massachusetts Institute of Technology, anunciou que a Quanta Computer, de Taiwan, iniciou a produção em massa de seu primeiro modelo, o verde e branco laptop XO, em uma fábrica em Changshu, China.

A organização já anunciou encomendas de computadores para crianças do Uruguai e da Mongólia, e também planeja oferecer os laptops a consumidores norte-americanos e canadenses por meio de um programa de caridade de 399 dólares, que cobre o custo de fornecimento de um segundo computador a uma criança no exterior.

O aparelho, acionado pelo software aberto Linux, já exerceu significativo impacto sobre o setor.

Negroponte viajou pelo mundo, e se reuniu com líderes políticos e com o público para discutir a promoção do uso de computadores entre as crianças dos países em desenvolvimento. O XO foi concebido para uso por alunos do ensino básico, que receberão as máquinas para usá-las na escola, como se fossem livros de estudo.

Os analistas dizem que a publicidade gerada pelo projeto, bem como a preocupação quanto à possibilidade de que o laptop da organização pudesse roubar negócios aos produtos comerciais, levou diversas empresas, entre as quais a fabricante de chips Intel e a produtora de software Microsoft, a reforçar as verbas que investem nos países em desenvolvimento.

O projeto também estimulou o desenvolvimento de uma nova categoria de computadores de baixo preço, dirigidos a um mercado mais amplo do que o dos alunos de ensino básico.

A Intel desenvolveu o Classmate PC, laptop cujo custo de produção é de 200 dólares, para o mercado de educação nos países em desenvolvimento, e a Asustek, de Taiwan, recentemente lançou a linha Eek de laptops, que em alguns países serão vendidos por apenas 245 dólares.

Na sexta-feira, a Wal-Mart Stores colocou à venda um estoque limitado de laptops Acer ao preço de 348 dólares. Pode ser que a empresa repita a promoção ou que outros grupos de varejo ofereçam pechinchas semelhantes na temporada de festas.