Dell retoma o crescimento forte, mas economia preocupa, diz IDC

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008 13:28 BRST
 

Por Peter Henderson

LOS ANGELES (Reuters) - A Dell voltou a registrar crescimento de dois dígitos nas suas exportações mundiais de PCs no quarto trimestre, à medida que sua estratégia de venda via redes de varejo começa a dar resultados, enquanto a expansão da rival Hewlett-Packard se desacelerava. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira pelo grupo de pesquisa de tecnologia IDC.

Em termos gerais, as vendas mundiais de PCs subiram em saudáveis 15,5 por cento, ainda que ficassem abaixo das projeções para o período. Mas as preocupações com a economia podem prejudicar a demanda futura, de acordo com o IDC.

A Dell vendeu 17,1 por cento mais em computadores no trimestre do que no período em 2006, atingindo um total de 11,3 milhões de unidades e de 14,6 por cento do mercado mundial de computadores, informou a IDC em seu relatório trimestral sobre o mercado mundial de PCs.

Apesar disso, a Dell continua no segundo lugar entre os fabricantes. No quarto trimestre de 2006, o volume de exportações de computadores da Dell havia caído em 8,4 por cento, disse o IDC.

Nos Estados Unidos, a Dell vendeu 15,2 por cento mais computadores do que um ano antes, superando em muito o crescimento de 8,8 por cento do mercado como um todo e os 9,8 por cento da HP.

A HP manteve a liderança do mercado, com 19 por cento, mas o seu crescimento caiu de 33 por cento no terceiro trimestre para 23,3 por cento no quarto, devido à queda na demanda na Europa, Oriente Médio e África e à competição mais ferrenha nos EUA, segundo o IDC.

"Depois de enfrentar dificuldades no ano passado, a Dell está começando a reverter sua situação", disse o IDC em comunicado. "A rápida expansão da empresa no varejo também ajudou a elevar o volume e a enfrentar a concorrência de outros fabricantes importantes."

A Dell perdeu a liderança no mercado mundial de computadores para a HP em 2006, já que cresceu o volume de laptops comprados em lojas pelos consumidores, um segmento no qual a HP detinha vantagem.

No ano passado, a Dell abandonou o modelo de vendas diretas exclusivas adotado 23 anos antes e começou a vender computadores em redes de varejo como a Wal-Mart Stores, nos EUA, e a Carrefour, na Europa, entre outras.