Cuba permite utilização de celulares sem restrições

sexta-feira, 28 de março de 2008 14:43 BRT
 

HAVANA (Reuters) - Cuba anunciou na sexta-feira que permitirá aos cubanos, pela primeira vez, usarem os telefones celulares sem qualquer tipo de restrição, na mais recente medida adotada pelo novo presidente do país, Raúl Castro, para aumentar o acesso da população aos bens de consumo.

A ilha caribenha possui a menor taxa de uso de celulares da América Latina, já que o serviço restringia-se basicamente aos estrangeiros e a autoridades do governo.

A estatal cubana Etecsa, que controla o setor de telecomunicações, começaria a fornecer o serviço de telefonia móvel para o público em geral dentro de alguns dias.

"A Etecsa é capaz de oferecer o serviço de celular para a população", afirmou a empresa em um comunicado divulgado pelo jornal Granma, do Partido Comunista do país.

Muitos cubanos desejam há muito tempo ter acesso aos celulares e esperavam que esse fosse um dos primeiros passos adotados por Raúl, que no dia 24 de fevereiro substituiu no poder Fidel Castro, irmão dele que estava há quase 50 anos no comando de Cuba.

Alguns moradores da ilha caribenha possuem celulares registrados no nome de estrangeiros ou nos seus locais de trabalho. Agora, eles poderão colocar os contratos em seus nomes, afirmou a Etecsa.

Segundo a estatal, o novo serviço seria pago com a moeda forte do país (peso conversível cubano, conhecido como CUC) a fim de custear o desenvolvimento dos sistemas de telecomunicações de Cuba e ampliar o fornecimento das linhas de telefonia fixa.