Facebook terá anúncios em vídeo fora dos EUA, incluindo Brasil

terça-feira, 20 de maio de 2014 14:24 BRT
 

Por Alexei Oreskovic

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Facebook está ampliando seu novo serviço de anúncios em vídeo, permitindo que anunciantes mostrem comerciais similares aos de TV para usuários da rede social na Grã-Bretanha, Brasil e cinco outros países, disse a empresa à Reuters.

A medida marca uma ampliação significativa de um dos novos produtos publicitários do Facebook observados mais atentamente, o qual analistas acreditam que pode ajudar a companhia de Internet a capturar uma fatia maior dos lucrativos orçamentos publicitários.

Os anúncios em vídeos de 15 segundos aparecem no feed de notícias dos usuários e são reproduzidos automaticamente com o som mudo até que o usuário clique neles. O Facebook começou a vender os anúncios nos Estados Unidos em março para um pequeno grupo de anunciantes incluindo a companhia de seguros Progressive e a emissora de televisão NBC, uma unidade da Comcast.

O Facebook disse que o desempenho do grupo inicial de anúncios em vídeo nos EUA foi forte, mas não quis detalhar.

Como nos Estados Unidos, a companhia está avançando cautelosamente na implementação de seus anúncios em vídeo que são reproduzidos automaticamente em seus mercados estrangeiros para evitar irritar usuários. A companhia trabalhará de início com um grupo limitado de anunciantes em França, Alemanha, Brasil, Japão, Canadá, Austrália e Grã-Bretanha a partir do próximo mês.

A maioria dos comerciais em mercados internacionais não aparecerá no website do Facebook até setembro, conforme a companhia de Internet gasta vários meses trabalhando de perto com anunciantes para assegurar que os anúncios atendam aos seus padrões de qualidade, disse um porta-voz do Facebook à Reuters.

Ele disse, porém, que as companhias cujos comerciais sejam considerados aceitáveis podem começar a veiculá-los no Facebook em junho, a tempo da Copa do Mundo, um evento popular entre anunciantes.

Cerca de 84 por cento dos 1,28 bilhão de usuários mensais do Facebook estão fora dos Estados Unidos e do Canadá, com 87 milhões de usuários no Brasil e 34 milhões de usuários no Reino Unido ao final do primeiro trimestre, segundo a companhia. O número de usuários móveis diários no Brasil cresceu 75 por cento para 35 milhões no período de nove meses encerrado no primeiro trimestre, disse o Facebook.