Regulador de Wall Street apoia exigência de registro para alta frequência

terça-feira, 20 de maio de 2014 17:45 BRT
 

Por Suzanne Barlyn e Sarah N. Lynch

WASHINGTON (Reuters) - As empresas de negociação de alta frequência deveriam ser obrigadas a ter registro nos reguladores mobiliários nos Estados Unidos, disse nesta terça-feira o presidente do regulador da indústria de fundos de Wall Street.

"Seria ótimo para a (Securities and Exchange Commission, SEC) focar se deve haver exigências de registro para operadores de ativos de alta frequência", disse o presidente-executivo da Autoridade Reguladora da Indústria Financeira (Finra, na sigla em inglês), Richard Ketchum, na conferência anual da entidade.

Esse tipo de obrigação deveria criar uma categoria de licenciamento separada para empresas que estão principalmente envolvidas nas operações de alta frequência.

Os comentários de Ketchum ocorrem no momento em que reguladores renovaram seu foco em negociações de alta frequência e analisam se a modalidade coloca certos investidores em desvantagem.

A questão foi recentemente destacada em um livro do autor Michael Lewis, que alegou que estes mercados são fraudados.

O livro levou o FBI, a SEC, a procuradoria-geral dos Estados Unidos e a procuradora-geral do Estado de Nova York a revelar que estão investigando as operações de alta frequência.

A SEC tem olhado para a questão de uma possível obrigação de registro para os operadores de alta frequência desde, pelo menos, fevereiro, quando um funcionário da agência discutiu publicamente a possibilidade.

Uma porta-voz da SEC se recusou nesta terça-feira a comentar os progressos da autarquia sobre as observações de Ketchum.