Bematech vê retração de investimentos no varejo no 2o semestre

sexta-feira, 13 de junho de 2014 20:16 BRT
 

Por Janaína Carvalho

SÃO PAULO (Reuters) - A Bematech, fornecedora de tecnologia para automação comercial, espera uma redução do investimento pelo varejo brasileiro no segundo semestre ante o mesmo período de 2013, diante do cenário de indefinição política gerado pelas eleições de outubro.

"Acredito que o mercado continuará retraído e deverá existir uma retomada em função do quadro político no início do próximo ano", afirmou o diretor presidente da Bematech, Cleber Pereira de Morais, em entrevista no chat do Trading Brazil da Thomson Reuters, nesta sexta-feira.

A expectativa se soma a um desempenho já fraco do varejo na primeira metade deste ano. Dados divulgados na quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontaram para queda de 0,4 por cento nas vendas do varejo em abril sobre o mês anterior, após resultado negativo de 0,5 por cento em março.

Apesar do cenário de fraqueza, Morais comentou que alguns setores promoveram investimentos maiores este ano em função da Copa do Mundo, entre eles, rede de hotelarias. "Trabalhamos na implementação de vários hotéis desde o início do ano em algumas regiões com forte demanda, como todo o Nordeste, Belo Horizonte e Rio de Janeiro", disse ele.

Sobre a atuação da Bematech no mercado de capitais, o executivo afirmou que a empresa não tem intenção de fechar seu capital, seguindo exemplo de algumas companhias como Autometal.

"O nosso plano é de expansão e ganho de participação de mercado, sem intenção de fazer programa de recompra (de ações)", afirmou Morais.

A Bematech adquiriu no início de junho a empresa Unum Tecnologia e Consultoria em Informática, produtora de software de gestão para o varejo, por um montante que poderá chegar a 40 milhões de reais. Segundo Morais, a companhia não tem no momento intenção de promover novas aquisições.

Parte do pagamento para a compra da Unum sairá da captação de 50 milhões de reais que a empresa fará por meio de emissão de debêntures, aprovada por seu conselho de administração no início deste mês.