Rússia pede a Twitter que bloqueie dezenas de contas

segunda-feira, 23 de junho de 2014 18:44 BRT
 

MOSCOU (Reuters) - A Rússia pediu ao Twitter na segunda-feira que bloqueie o acesso a uma dezena de contas que considera ser "extremista", disse o chefe da agência reguladora de telecomunicações do país, enquantou Moscou busca maior controle sobre os sites de Internet baseados além de suas fronteiras.

O pedido para bloqueio foi feito pelo chefe da agência de vigilância de comunicações Roskomnadzor, Alexander Zharov, em um encontro com Colin Crowell, o chefe de políticas públicas global do Twitter, quando os dois discutiram novos regulamentos da Internet.

Após as conversas, Zharov foi citado pelas agências russas de notícias Itar-Tass como dizendo: "Não importa onde o blog foi registrado...Espero que essas contas sejam apagadas o mais rápido possível."

O relatório não identificou as contas do Twitter em questão.

No mês passado, o Twitter bloqueou o acesso na Rússia para uma conta vinculada a um grupo nacionalista ucraniano de extrema-direita, dias depois de um funcionário do regulador ameaçar cortar o site de micro-blogging completamente se não cumprisse as novas regras que permitem que o governo proíba sites sem uma ordem judicial. O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, negou na época que havia qualquer plano para encerrar Twitter.

Um porta-voz para o Twitter, Nu Wexler, confirmou que a reunião de segunda-feira havia ocorrido, para discutir a nova legislação, mas disse que não tinha concordado em bloquear quaisquer novas contas na Rússia.

(Reportagem de Alissa de Carbonnel em Moscou e Gerry Shih em San Francisco)