Google remove primeiros resultados de busca após decisão na UE

quinta-feira, 26 de junho de 2014 11:28 BRT
 

BRUXELAS, 26 Jun (Reuters) - O Google começou a remover alguns resultados de busca para cumprir uma decisão da União Europeia sobre o direito dos cidadãos de terem informações pessoais questionáveis escondidas dos motores de busca.

O chamado "direito a ser esquecido" foi endossado pelo tribunal superior da Europa em 13 de maio, quando ordenou que o Google retirasse um link para um artigo de jornal de 15 anos de idade sobre a falência de um homem espanhol.

"Esta semana estamos começando a dar sequência aos pedidos de remoções que recebemos", disse um porta-voz do Google nesta quinta-feira. "Este é um processo novo para nós. Cada pedido tem de ser avaliado individualmente e estamos trabalhando o mais rápido possível para fazer a fila andar."

O Google recebeu mais de 41 mil pedidos ao longo de quatro dias depois de disponibilizar um formulário online no qual os europeus podiam solicitar que os resultados de pesquisa fossem removidos.

Preocupações com a privacidade na Internet entraram em pauta com força no ano passado, quando Edward Snowden, ex-terceirizado da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos, revelou detalhes de programas de vigilância em massa dos EUA envolvendo cidadãos europeus e alguns chefes de Estado.

(Por Julia Fioretti)