Emirados Árabes Unidos planejam missão não tripulada para Marte até 2021

quarta-feira, 16 de julho de 2014 12:35 BRT
 

DUBAI (Reuters) - Os Emirados Árabes Unidos disseram nesta quarta-feira que planejam enviar uma sonda não tripulada a marte até 2021, a primeira missão do mundo árabe para outro planeta.

A Agência Espacial dos Emirados será montada para supervisionar a missão e desenvolver uma indústria de tecnologia espacial no país, disse um comunicado do governo. O comunicado não forneceu detalhes sobre o custo da sonda ou como será projetada e construída.

"A sonda dos Emirados para Marte representa a entrada do mundo islâmico na era da exploração espacial. Provaremos que somos capazes de entregar novas contribuições científicas à humanidade", disse o presidente dos Emirados, o xeque Khalifa bin Zayed al-Nahayan.

Com uma população estimada em não mais de cerca de 8 milhões de pessoas, a maioria dos quais trabalhadores estrangeiros, os Emirados não possuem a base científica e industrial de países grandes que exploram o espaço.

Os Emirados, no entanto, estão empenhados em diversificar sua economia para além do petróleo, indo para setores de alta tecnologia, e suas reservas de petróleo dão ao país um imenso poder financeiro que pode usar para adquirir competência técnica. Estima-se que um dos fundos soberanos de Abu Dhabi, o maior emirado, tenha ativos no total de quase 800 bilhões de dólares.

A sonda para Marte levará nove meses para completar a jornada de mais de 60 milhões de quilômetros e tornará os Emirados Árabes Unidos um dos nove países com programas espaciais explorando o planeta vermelho, disse o comunicado.

(Por Andrew Torchia)

 
Imagem de Marte fornecida pela Nasa. REUTERS/NASA/Handout via Reuters