Fitch diz que oferta da Telefónica pela GVT é positiva

quarta-feira, 6 de agosto de 2014 12:31 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A agência de classificação de risco Fitch Ratings afirmou nesta quarta-feira que a oferta da Telefónica de 20,1 bilhões de reais pela brasileira GVT seria positiva para a avaliação de crédito da empresa espanhola, pois diversificaria mais a receita e fortaleceria sua posição em um importante mercado sem aumentar a alavancagem.

"A ausência de maior alavancagem é crítica para que a Telefónica mantenha sua classificação 'BBB+'", disse a Fitch, justificando que a empresa financiaria os 11,96 bilhões de reais a serem pagos à vista pela aquisição com uma série de aumentos de capital na Telefônica Brasil e na controladora Telefónica.

A francesa Vivendi, dona da GVT, também receberia fatia de 12 por cento na nova companhia formada por Telefônica Brasil e GVT.

A perspectiva negativa do rating da Telefónica reflete o risco de aumento da alavancagem.

"Um acordo com a GVT elevaria a diversificação dos lucros regionais da Telefónica, o que já é um ponto positivo comparado a rivais com classificações similares incluindo Deutsche Telekom e Orange", afirmou a agência de classificação.

É improvável que a eventual aquisição da GTV mude dramaticamente a posição da Telefónica no Brasil, uma vez que a companhia ainda está investindo no país. "Mas a lógica na indústria e o perfil estratégico mais forte estaria claro", acrescentou a Fitch.

(Tradução Redação São Paulo 55 11 5644 7757; REUTERS PJ LB)