Telecom Italia confirma plano para unir operação no Brasil com GVT, diz TIM

quinta-feira, 14 de agosto de 2014 16:07 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A empresa de telecomunicações TIM informou nesta quinta-feira que sua controladora Telecom Italia confirmou que está avaliando "oportunidade" de integração da TIM com a operadora brasileira de banda larga GVT, da francesa Vivendi.

"A Telecom Italia confirma que está em curso o aprofundamento acerca da oportunidade de apresentar à Vivendi oferta de combinação industrial que incluiria a integração das atividades brasileiras dos dois grupos", disse a TIM em comunicado, completando que nenhuma oferta foi finalizada ainda.

A companhia disse ainda que qualquer eventual decisão de proceder com a operação está sujeita à aprovação dos órgãos societários da Telecom Itália e da TIM, que até o momento não foram convocados.

Na quarta-feira o presidente-executivo da Telecom Italia, Marco Patuano, encontrou-se com o presidente do Conselho de Administração da Vivendi, Vincent Ballore, para discutir uma oferta pela GVT, disseram duas fontes com conhecimento do assunto à Reuters.

A Telecom Italia propõe realizar uma fusão entre a TIM com a GVT e em troca a Vivendi teria uma participação no grupo italiano, disse uma das fontes após a reunião.

A Telecom Italia, que pretende evitar que a Vivendi aceite uma oferta de compra da GVT feita pela rival e acionista Telefónica, poderá submeter sua proposta à Vivendi até o fim do mês, disse a fonte.

A Telefónica também é a principal acionista da Telecom Italia, e competidora no mercado de celulares brasileiro com a Vivo. A espanhola fez no início de agosto uma oferta de 20,1, bilhões de reais para a compra da GVT, envolvendo dinheiro e troca de ações.

Às 15h49, as ações da TIM exibiam queda de 0,8 por cento, enquanto o Ibovespa tinha valorização de 0,12 por cento.

(Por Luciana Bruno)