Amazon entra em zona franca de Xangai para impulsionar oferta na China

quarta-feira, 20 de agosto de 2014 14:30 BRT
 

PEQUIM, 20 Ago (Reuters) - A Amazon.com irá instalar uma loja na zona franca de Xangai, na China, informou a companhia nesta quarta-feira, com a intenção de tirar vantagem de regulações de comércio menos estritas para vender uma ampla gama de produtos no país.

A iniciativa da varejista online norte-americana mostra uma tentativa de não apenas permanecer na China como aumentar sua presença em um mercado de comércio eletrônico dominado pelo Alibaba Group Holding e a empresa com sede em Pequim JD.com, segundo maior player do país.

A Amazon assinou um memorando de cooperação para dar aos clientes chineses acesso a seus produtos de sua rede de fornecimento global e para ajudar empresas pequenas e médias na China a exportar seus produtos para clientes em outros países, informou a companhia em comunicado por e-mail.

A Amazon não disse quando a companhia irá iniciar as operações na zona franca, que tem regulações de importação e exportação mais flexíveis que o restante da China.

(Por Paul Carsten e Sui-Lee Wee)