Negociação sobre TIM Participações envolveria valores não tradicionais de mercado, diz CEO

quarta-feira, 10 de setembro de 2014 13:55 BRT
 

Por Leonardo Goy

BRASÍLIA (Reuters) - Discussões sobre uma eventual negociação da TIM Participações envolveriam valores não tradicionais de mercado, disse nesta quarta-feira o presidente da operadora de telecomunicações, Rodrigo Abreu.

"Se existir qualquer proposta (...) você tem de fazer uma análise, baseada na expectativa de que a companhia tem uma importância estratégica tão grande, um potencial de crescimento tão grande e é um ativo de tamanha importância que jamais existiria qualquer tipo de discussão por um valor tradicional de mercado", disse o executivo a jornalistas.

Falando durante evento do setor de telecomunicações, Abreu disse que nem a companhia nem a Telecom Italia foram procuradas pelo BTG Pactual sobre eventual proposta de compra da TIM.

Na terça-feira, profissionais do mercado citaram notícia da agência Bloomberg sobre a Telecom Italia ter avaliado sua fatia na TIM em pelo menos 13 bilhões de euros, valor bem superior ao que se especulava. A Telecom Italia detém 67 por cento da TIM.

Em 2 de setembro, o investidor na Telecom Italia Marco Fossati disse à Reuters que qualquer oferta pela TIM deveria avaliar a empresa em cerca de 11 vezes sua geração de caixa medida pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação). Isso implicaria em perto de duas vezes o valor atual de mercado de 100 por cento da empresa, que está ao redor de 11 bilhões de euros.

Fossati é o segundo maior na Telecom Italia, atrás apenas da espanhola Telefónica. Ele tem participação próxima de 5 por cento na companhia italiana por meio da holding Findim.

A operadora Oi anunciou no fim de agosto ter contratado o BTG Pactual para viabilizar uma proposta de compra da TIM. Segundo fonte próxima ao tema, a Oi e o BTG buscam o apoio de outras operadoras para uma oferta combinada.

Na terça-feira, o presidente da Claro, Carlos Zenteno, disse que a controladora mexicana América Móvil foi sondada pelo BTG para participar de uma possível proposta de compra conjunta pela TIM.

Nesta sessão, as ações da TIM recuavam 1,99 por cento na bolsa paulista às 13h49, a 13n29 reais, enquanto o Ibovespa cedia 1,32 por cento.