Oi nega ter fechado acordo para a compra da TIM

segunda-feira, 3 de novembro de 2014 20:42 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A operadora de telecomunicações Oi disse nesta segunda-feira que, até esta data, não há qualquer definição ou acordo em relação a uma estrutura para a compra da TIM Participações.

"A companhia esclarece que, até esta data, não há qualquer definição ou acordo com relação a uma estrutura para a operação, e não foram assinados quaisquer instrumentos ou propostas visando a uma operação", disse a empresa em comunicado nesta segunda-feira.

A Oi anunciou em agosto a contratação do banco BTG Pactual como comissário para desenvolver alternativas para viabilizar proposta de aquisição da participação da Telecom Italia na TIM.

"O contato com outros participantes de mercado que possam ter interesse na operação é um dos papéis do BTG Pactual na qualidade de comissário da companhia para a operação", acrescentou a empresa.

O comunicado da empresa nesta segunda-feira foi publicado em resposta a questionamento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre reportagem do jornal Folha de S.Paulo na sexta-feira segundo a qual Oi, Vivo, da espanhola Telefónica, e Claro, do grupo América Móvil, teriam fechado acordo para realizar oferta conjunta de compra da TIM.

Na sexta-feira, duas fontes com conhecimento direto do tema também disseram à Reuters que as empresas tinham fechado acordo para realizar uma oferta conjunta pela TIM, por cerca de 32 bilhões de reais (13 bilhões de dólares).

(Por Luciana Bruno)