Ataque digital contra Sony Pictures custará até US$100 milhões

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014 09:22 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - O estúdio de cinema da Sony pode enfrentar dezenas de milhões de dólares em custos gerados pelo grande ataque eletrônico que atingiu suas operações e expôs dados sensíveis, segundo especialistas em segurança digital.

A conta será menor, porém, que os 171 milhões de dólares estimados em custos incorridos pela Sony após a invasão da PlayStation Network em 2011, porque o ataque mais recente não parece ter envolvido dados de consumidores, afirmaram os especialistas.

Os principais custos gerados pelo ataque hacker incluem a investigação do ocorrido, manutenção ou substituição de computadores e medidas para bloquear futuras invasões contra os sistemas da companhia. Perda de produtividade durante a interrupção dos sistemas também deve ser somada à conta de custos.

O ataque, que acredita-se que tenha sido o mais danoso deste tipo já sofrido por uma companhia em território norte-americano, também atingiu a reputação da Sony em termos de salvaguarda das informações, disse Jim Lewis, membro sênior do Centro para Estudos Estratégicos e Internacionais.

"Normalmente, as pessoas superam isso, mas isso tem um efeito de curto prazo", disse Lewis, que estimou os custos incorridos pela Sony em 100 milhões de dólares.

Normalmente leva pelo menos seis meses para se determinar o impacto financeiro total de uma invasão hacker, disse ele.

A Sony não quis revelar custos estimados, afirmando que ainda está avaliando o ataque sofrido pela Sony Pictures Entertainment.

As pessoas que clamaram responsabilidade pelo ataque publicaram na Internet filmes que ainda seriam lançados pela Sony, incluindo o musical de fim de ano "Annie".

Mark Rasch, um ex-promotor federal especializado em crimes digitais nos Estados Unidos, estimou os custos em até 70 milhões de dólares.

(Por Lisa Richwine)