SoftBank reduz escritório nos EUA marcando fim de oferta fracassada por T-Mobile

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 14:16 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A japonesa SoftBank irá reduzir o tamanho de seus escritórios no Vale do Silício num futuro próximo, disseram pessoas com conhecimento do assunto, sinalizando que a companhia não vai reviver esforços para comprar a T-Mobile U.S..

A Sprint, subsidiária da SoftBank, desistiu de sua oferta para comprar a quarta maior operadora de telecomunicações dos Estados Unidos em agosto, mas as companhias não descartaram futura consolidação.

A companhia japonesa de telecomunicações agora está transferindo "o grosso" da força de trabalho para fora de suas operações na costa oeste dos EUA, incluindo a dispersão de engenheiros de desenvolvimento para a sede da Sprint no Estado do Kansas, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas pois a decisão ainda não foi tornada pública.

A SoftBank também está considerando alugar um dos dois prédios que tem sob lease a um custo anual de mais de 3 milhões de dólares para acomodar uma expansão movida pela T-Mobile, disseram as pessoas. O prédio permanece em grande parte vazio, disseram as fontes.

O porta-voz da SoftBank, Matthew Nicholson, disse que alguns funcionários da empresa vão retornar para Tóquio ou irão para o Kansas, uma vez que certos projetos conjuntos entre a empresa e a Sprint foram encerrados. Ele não quis comentar acerca da ligação entre as saídas e a tentativa fracassada de comprar a T-Mobile.

(Por Yoshiyasu Shida e Teppei Kasai)