Vendas de PCs caem 25% no Brasil no 3º tri, aponta IDC

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014 12:59 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas de computadores pessoais no Brasil caíram 25 por cento no terceiro trimestre ante igual período de 2013, para cerca de 2,6 milhões de unidades, disse a IDC Brasil nesta quinta-feira.

Segundo o levantamento da IDC, foram vendidos 1,6 milhão de notebooks no período, 23 por cento a menos na comparação anual, e 974 mil desktops, queda de 28 por cento na mesma comparação.

Os resultados ficaram em linha com as projeções da IDC, que estimou que as vendas vão recuar 25 por cento no ano fechado de 2014, para 10,4 milhões de PCs, sendo 3,9 milhões de desktops e 6,5 milhões de notebooks.

A projeção foi piorada em 1 ponto percentual em comparação à anterior, que previa queda de 24 por cento nas vendas.

Para 2015, a consultoria prevê uma leve recuperação, com crescimento de 1 por cento no mercado de PCs.

O analista de pesquisa da IDC Brasil, Pedro Hagge, disse em nota que um trimestre desafiador já era esperado, devido ao impacto das eleições nas compras do setor público e nos investimentos das companhias.

Além disso, os computadores pessoais estão enfrentando maior concorrência de outros equipamentos, como tablets e smartphones, mais baratos. Além disso, desktops e notebooks têm vida útil maior, retardando processo de troca, considerou Hagge.

A estimativa a IDC é de que as vendas de tablets fechem 2014 com alta de 17 por cento, acima de 10 milhões de unidades. Em 2015, a consultoria também prevê alta de 10 por cento.

(Por Renan Fagalde)