Investigadores sul-coreanos fazem buscas na LG após acusações da Samsung

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014 16:37 BRST
 

SEUL (Reuters) - Procuradores realizaram buscas nos escritórios da LG Electronics em Seul nesta sexta-feira como parte de uma investigação sobre se a companhia sul-coreana danificou máquinas de lavar da rival Samsung Electronics em lojas de varejistas na Alemanha, disse a LG.

A incursão ocorre em meio a uma crescente rivalidade entre as duas companhias que competem no mercado de eletroeletrônicos domésticos, TVs e smartphones, e antes da maior feira de eletrônicos do mundo em Las Vegas em janeiro.

A Samsung pediu aos procuradores do distrito central de Seul para investigar os funcionários da LG, os quais a Samsung afirma terem sido vistos deliberadamente destruindo diversas de suas máquinas de lavar premium à mostra em duas lojas em setembro, antes da feira de eletrônicos de Berlim.

Na sexta-feira, investigadores realizaram uma busca no escritório do chefe do segmento de eletrônicos domésticos da LG, Jo Seong-jin, e outros e apreenderam documentos e discos rígidos de computadores relacionados à feira de Berlim, disse a agência Yonhap. Eles também realizaram buscas na fábrica de aparelhos domésticos da LG Electronics na cidade de Changwon, sul do país.

Um porta-voz da Samsung disse que não comentaria, enquanto procuradores não estavam disponíveis para comentários.

A Samsung processou funcionários da LG Electronics após o incidente na Alemanha, e a LG disse que a companhia processou funcionários da Samsung de volta em 12 de dezembro.

Informações na imprensa local afirmam que procuradores baniram o chefe da LG Seong-jin de deixar o país antes da feira Consumer Electronics Show (CES) que ocorrerá entre 6 e 9 de janeiro.

(Por Hyunjoo Jin)