Presidente de assembleia da Portugal Telecom SGPS defende fim de fusão com Oi

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015 17:14 BRST
 

LISBOA (Reuters) - O presidente da mesa da assembleia de acionistas da Portugal Telecom SGPS defendeu o fim da fusão com a Oi sob o argumento de que os contratos da combinação não foram cumpridos após a operadora brasileira ter fechado acordo para vender os ativos portugueses recém incorporados ao grupo europeu Altice.

Em carta enviada ao presidente da Portugal Telecom SGPS, datada de 6 de janeiro, à qual a Reuters teve acesso, António Menezes Cordeiro disse que "o descumprimento permite à Portugal Telecom SGPS, tanto pela lei portuguesa como pela brasileira, dissolver o contrato".

Cordeiro disse ainda que a assembleia para analisar a venda dos ativos, marcada para 12 de janeiro, deveria ser cancelada.

(Por Sergio Goncalves)

((Tradução Redação Rio de Janeiro, 55 21 2223 7155))

REUTERS LB AAJ