Microsoft reclama por Google ter revelado falha de segurança

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015 18:38 BRST
 

SEATTLE (Reuters) - A Microsoft queixou-se publicamente do rival Google, que revelou uma falha de segurança no sistema Windows 8.1, poucos dias antes de a Microsoft corrigir o problema, expondo os usuários a hackers.

A disputa destaca a permanente tensão no setor de segurança de softwares, opondo os que defendem que as falhas devem ser reveladas logo para pressionar as empresas a resolver os problemas, e desenvolvedores, que precisam de tempo para encontrar uma solução.

Uma equipe do Google chamada "Project Zero" mapeia todos os falhas em softwares e relata os problemas de forma privada aos desenvolvedores que os criaram, dando-lhes 90 dias para corrigir um problema antes de tornar o problema público.

Isso aconteceu no domingo, quando o Google registrou um boletim de segurança relativo às deficiências do processo de criação de perfil de usuário no Windows 8.1, o que poderia permitir que hackers assumissem o controle de um computador.

O Google tinha informado à Microsoft sobre o problema em 13 de outubro. A Microsoft planejava publicar uma correção nesta semana como parte de sua atualização de segurança regular.

"Pedimos ao Google para trabalhar conosco e proteger os clientes através da retenção de detalhes até terça-feira, 13 de janeiro, quando faremos a correção", escreveu o executivo da Microsoft Chris Betz em um blog no site da empresa, no domingo.

"Embora a decisão seja coerente com os prazos anunciados pelo Google, a decisão parece menos ligada a princípios e mais um 'te peguei', com os clientes sofrendo com o resultado."

O Google não respondeu imediatamente a um pedido de comentários.

(Reportagem de Bill Rigby)

((Tradução Redação São Paulo; + 55 11 5644-7712))

REUTERS AAP LB