Senadores dos EUA querem facilitar contratação de estrangeiros para empresas de tecnologia

terça-feira, 13 de janeiro de 2015 21:17 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - Senadores republicanos e democratas apresentaram um projeto de lei nesta terça-feira que tornará mais fácil para as empresas de alta tecnologia nos Estados Unidos contratar especialistas estrangeiros em ciência, tecnologia e engenharia.

O projeto de lei do presidente do Comitê de Finanças do Senado, Orrin Hatch, de Utah, território de algumas das empresas que se beneficiariam, prevê aumento do número de vistos para funcionários de empresas de alta tecnologia de 65 mil para 115 mil por ano. Mas esse teto poderia ainda ser elevado para 195 mil em um ano se a demanda por trabalhadores for alta.

O projeto também afrouxa as restrições para status de residente permanente nos EUA para alguns trabalhadores do setor de alta tecnologia e seus dependentes.

Hatch, um republicano, apresentou pela primeira vez o projeto em 2013, que foi incorporado em um projeto de lei de imigração aprovado pelo Senado no final daquele ano. Essa revisão da lei de imigração dos EUA caiu quando republicanos na Câmara dos Deputados recusaram-se a considerá-la em 2014.

Apple, Microsoft, Facebook e Google estão entre as empresas que têm demandado um melhor acesso a trabalhadores estrangeiros altamente qualificados.

Um alto assessor democrata no Senado, no entanto, sinalizou oposição, dizendo que alguns dos senadores do partido provavelmente se recusarão a apoiar o projeto sem que houvesse garantias sólidas de que uma ampla gama de outros problemas de imigração também sejam abordados.

(Por Richard Cowan e Roberta Rampton)