Uso intensivo de redes sociais não causa estresse, diz estudo

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015 18:52 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - Os usuários intensivos de Internet e mídias sociais não têm níveis mais elevados de estresse, e as mulheres que usam Twitter, e-mail e compartilham fotos mostram menos estresse que as mulheres que não o fazem, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira.

Mas a pesquisa com 1.801 norte-americanos feita pelo Pew Research Center mostrou que redes sociais como Facebook podem adicionar estresse aos usuários, uma vez que ficam sabendo mais sobre momentos difíceis de outras pessoas, como perda de emprego e mortes.

Os dados sugerem que os temores de alguns analistas segundo os quais redes sociais, celulares e Internet dominariam a vida dos usuários e os colocaria sob mais pressão são exagerados.

"Não há evidência em nossos dados de que os usuários de mídia social se sintam mais estressados do que pessoas que utilizam menos ou não utilizam as tecnologias digitais", disse Keith Hampton, professor da Universidade Rutgers, que liderou o relatório, em comunicado.

Os usuários mais frequentes de Internet e meios de comunicação social não têm níveis de estresse mais elevados, e as mulheres têm mais estresse que os homens, mostrou a pesquisa.

As mulheres relataram uma pontuação média de 10,5 na escala de 30 pontos de Estresse Percebido, a medida mais comum para o estresse. A pontuação média dos homens foi de 9,8, segundo a pesquisa.

Não há diferença estatística em estresse entre os homens que usam mídias sociais, celulares ou Internet e aqueles que não utilizam.

Mas entre as mulheres, os níveis de estresse são 21 por cento mais baixos para aqueles que usam Twitter várias vezes ao dia, enviam ou recebem 25 e-mails por dia, e compartilham duas fotos digitais diariamente, mostrou a pesquisa.

Quanto ao estresse adicional, uma mulher com um número médio de amigos do Facebook tem conhecimento de 13 por cento mais eventos estressantes entre os seus amigos mais íntimos, como o divórcio ou uma morte na família.   Continuação...