Jornal Le Monde diz que sua conta no Twitter foi hackeada

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015 11:12 BRST
 

(Reuters) - O jornal francês Le Monde declarou que sua conta e sua ferramenta de publicação no Twitter foram invadidos pelo Exército Eletrônico da Síria, um coletivo de hackers que apoia o presidente sírio, Bashar al-Assad.

"Os hackers conseguiram se infiltrar em nossa ferramenta de publicação antes de lançar uma negação de serviço (indisponibilização de acesso a um site)", afirmou o diário em sua página oficial (bit.ly/1xvPrD5).

O Le Monde publicou um tuíte dizendo que retomou o controle de seus computadores. "Pedimos desculpas por quaisquer postagens fraudulentas em nosso nome."

Um porta-voz do Twitter na França disse que a empresa não comenta contas individuais por razões de privacidade e segurança. Os representantes do Le Monde não quiseram comentar.

Em novembro, os sites de organizações midiáticas britânicas e norte-americanas e a unidade canadense da rede varejista Wal Mart foram invadidos em um ataque atribuído ao Exército Eletrônico da Síria.

Entre os sites de mídia atingidos estão os jornais londrinos Daily Telegraph, Independent e Evening Standard. A rede de rádio e televisão Canadian Broadcasting Corp e o diário New York Daily News também disseram ter sido vitimados pelo ataque.

Os sites de empresas como o jornal New York Times, a rede BBC, a Reuters e a Microsoft já foram alvo do coletivo, assim como contas de Twitter de outros grupos de mídia.

(Por Supriya Kurane e Ankush Sharma em Bangalore)

 
Vista aérea da sede do jornal Le Monde, em Paris. 14/06/2013.  REUTERS/Charles Platiau