Site da Malaysia Airlines é alvo de ataque de grupo que se denomina "Cyber Califado"

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 08:57 BRST
 

KUALA LUMPUR (Reuters) - Um grupo que se autodenomina "Cyber Califado Oficial" disse ter invadido nesta segunda-feira o site oficial da companhia aérea nacional Malaysia Airlines (MAS), mas a empresa afirmou que seus servidores de dados permaneceram intactos e que as reservas de passageiros não foram afetadas.

O site, www.malaysiaairlines.com, chegou a mostrar uma fotografia de um lagarto com uma cartola, monóculo e smoking, com as mensagens de '404 - Avião Não Encontrado" e "Invadido por Lizard Squad (Esquadrão do Lagarto) - Cyber Califado Oficial". Uma canção rap podia ser ouvida.

Em um comunicado, a MAS disse que o site não foi hackeado, mas que os usuários foram redirecionados para um site hacker. A companhia acrescentou que o site oficial estaria de volta dentro de 22 horas.

"A Malaysia Airlines garante aos clientes que o seu site não foi hackeado e esta falha temporária não afeta as suas reservas e que os dados dos usuários permanecem seguros", disse.

Alguns relatos na mídia disseram que o site hackeado chegara a exibir antes as palavras "Isis prevalecerá", mas o slogan não podia mais ser visto. Isis é uma das siglas pelas quais o grupo militante Estado Islâmico, que proclamou um califado após ocupar territórios no Iraque e na Síria, é conhecido.

A Malaysia Airlines perdeu dois voos no ano passado. O voo MH370 desapareceu em março passado com 239 passageiros e tripulantes a bordo. Ja o voo MH17 foi abatido quando voava sobre a Ucrânia em 17 de julho, matando todos os 298 passageiros e tripulantes.

(Por Al-Zaquan Amer Hamzah em Kuala Lumpur)

 
Tela do site oficial da Malaysia Airlines após ataque hacker. 26/01/2015 REUTERS/Divulgação