Ericsson vê lentidão na América do Norte após vendas do 4o tri abaixo das expectativas

terça-feira, 27 de janeiro de 2015 15:02 BRST
 

ESTOCOLMO (Reuters) - A empresa de tecnologia Ericsson disse que espera que o negócio na América do Norte permaneça lento conforme as operadoras poupam recursos na região, após divulgar vendas do quarto trimestre abaixo das expectativas nesta terça-feira.

A Ericsson tem sido atingida por uma desaceleração em mercados que outrora eram de rápido crescimento, na América do Norte e Norte da Ásia, onde a construção da mais recente geração de redes sem fio 4G já atingiu em grande parte seu pico, com a mudança do foco para atualizações de capacidade em áreas de alta densidade.

"A atividade de negócios diminuiu ainda mais no trimestre conforme as operadoras mantiveram-se focadas na otimização de fluxo de caixa, a fim de financiar grandes aquisições e leilões de espectro", disse a Ericsson sobre o mercado norte-americano em um comunicado.

Enquanto isso, a Ericsson apontava para um crescimento no Oriente Médio, Europa Ocidental e Central e Sudeste da Ásia, mas as vendas comparáveis para o grupo caíram 2 por cento.

As vendas da Ericsson, a maior fabricante mundial de equipamentos de rede móvel, somaram 68 bilhões de coroas, abaixo de uma previsão de 70 bilhões. A receita da sua unidade de redes, que responde por pouco mais da metade de suas vendas, caiu 7 por cento em mesmas bases.

O lucro operacional foi de 6,3 bilhões de coroas suecas (758 milhões de dólares), abaixo dos 9,1 bilhões registrados um ano antes, mas próximo de uma previsão média de 6,4 bilhões em uma pesquisa da Reuters com analistas.

(Por Sven Nordenstam e Olof Swahnberg)