Regulador chinês critica Alibaba por negócios ilegais no site

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 17:52 BRST
 

XANGAI (Reuters) - Um regulador chinês acusou o Alibaba de não conseguir limpar o que chamou de negócios ilegais da plataforma de comércio eletrônico, em críticas não usuais do governo em relação a uma das maiores empresas privadas do país.

A Administração Estatal para Indústria e Comércio (SAIC, na sigla em inglês), em relatório publicado em seu site nesta quarta-feira, disse que muitos produtos vendidos na plataforma de comércio eletrônico do Alibaba infringem regras de marca registrada, eram falsos ou estavam fora de padrões de qualidade, eram proibidos ou causavam perigo à segurança pública.

O Alibaba negou-se a comentar o relatório.

O órgão disse que seu relatório resumia uma reunião ocorrida em 16 de julho de 2014 entre reguladores do governo e o Alibaba, e disse que atrasou o lançamento do relatório até agora para evitar impactos na oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) do Alibaba em setembro.

A SAIC não deu detalhes dessa decisão. O relatório foi mais tarde removido da página principal do órgão.

(Por John Ruwitch)