Lucro da LG Electronics no trimestre fica abaixo das expectativas

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015 16:38 BRST
 

SEUL (Reuters) - A sul-coreana LG Electronics divulgou um lucro mais fraco que o esperado para o quarto trimestre, sob o peso de ganhos mais fracos com televisões, decorrentes da maior concorrência em preços e taxas de câmbio desfavoráveis em mercados como Brasil e Rússia.

No consolidado do ano, a segunda maior fabricante de televisores do mundo atrás da compatriota Samsung Electronics quase duplicou o lucro operacional devido à forte demanda por TVs de ponta e uma série de embarques recordes de smartphones.

O lucro deve crescer ainda mais em 2015, na esteira da alta adicional da demanda por TVs premium, disseram analistas. A divisão de smartphones também alcançou um ponto de inflexão, com o lançamento em meados de 2014 do modelo G3, acrescentaram.

Nos resultados de outubro a dezembro divulgados nesta quinta-feira, a LG disse que o lucro operacional subiu 28 por cento sobre um ano antes, a 275 bilhões de wons (251,51 milhões de dólares). A cifra ficou ligeiramente abaixo dos 299 bilhões de wons previstos, em média, por 35 analistas consultados pela Thomson Reuters I/B/E/S.

O lucro na divisão de TVs caiu no trimestre para 1,7 bilhão de wons, ante 153 bilhões de wons um ano antes, marcando o nível mais fraco em dois anos. A empresa disse que o aumento da concorrência em preços e a fraqueza de moedas de mercados emergentes, como o rublo russo e o real, pesaram sobre o lucro com TVs.

O negócio móvel voltou ao azul com um lucro de 67,4 bilhões de wons após o embarque de 15,6 milhões de smartphones, ante um recorde de 16,8 milhões de dispositivos embarcados no terceiro trimestre. A fabricante de eletrônicos não lançou nenhum dispositivo móvel emblemático de outubro a dezembro, o que analistas dizem que provavelmente afetou as vendas.

Os analistas estão otimistas com as perspectivas da LG para 2015, principalmente por causa da demanda por TVs de ponta. Pesquisa da Thomson Reuters I/B/E/S com 41 analistas estima crescimento do lucro operacional no ano de cerca de 10 por cento, a 2 trilhões de wons.

(Por Se Young Lee)