Anatel aprova redução tarifária nas chamadas telefônicas fixo-móvel

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 21:10 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou nesta quinta-feira a redução de até 22 por cento dos preços das chamadas telefônicas de fixo para móvel locais e de longa distância nos planos básicos das concessionárias de telecomunicações.

As mudanças atingem concessionárias de telefonia fixa como Oi e Telefônica Brasil e entrarão em vigor a partir de 24 de fevereiro, disse o conselheiro-relator Marcelo Bechara durante reunião do Conselho.

As reduções variam de 12 a 22 por cento. Segundo o relator, a baixa será de 22 por cento no caso de ligações dentro do mesmo DDD, de 14 por cento no caso de DDD com primeiro dígito iguais (exemplo: 61 e 62) e de 12 por cento no caso de DDD totalmente diferentes (exemplo: 31 e 61).

No caso de ligações entre mesmo DDD, a tarifa da Oi, no Rio de Janeiro por exemplo, cairá de 0,36 real por minuto para 0,28 real. No caso de São Paulo, também em chamadas fixo-móvel com mesmo DDD, o valor da tarifa da Telefônica Brasil cairá de 0,35 real por minuto para 0,27 real por minuto, informou a Anatel.

Segundo o relator, o minuto das ligações entre DDD com primeiro dígito igual no caso da Oi cairá de 0,80 real o minuto para 0,69 real o minuto. Nas ligações com DDD diferentes pela Telefônica Brasil cairá de 0,93 real para 0,82 real por minuto.

Em comunicado, a Anatel informou que a redução será consequência da queda dos valores de referência para tarifas de remuneração de redes móveis determinada pela agência.

(Por Luciana Bruno)