Netflix inicia oferta de serviço de vídeos pela Internet em Cuba

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 19:24 BRST
 

(Reuters) - O Netflix lançou seu serviço de streaming de filmes e programas de TV em Cuba nesta segunda-feira, unindo-se à lista de empresas norte-americanas que buscam tirar vantagem do descongelamento das relações diplomáticas entre Estados Unidos e a ilha comunista.

Os EUA anunciaram novas regras em 15 de janeiro que vão flexibilizar significativamente as sanções a Cuba, abrindo a ilha para viagens de norte-americanos, além de atividades financeiras e de comércio.

O Netflix disse que o serviço, que começará a ser oferecido por 7,99 dólares por mês, estará disponível a clientes com cartões de crédito internacionais.

Cuba, com uma população de cerca de 11 milhões de pessoas, tem uma das menores taxas de penetração de Internet do mundo - aproximadamente 5 por cento. O acesso a banda larga e Wi-Fi também é restrito.

A MasterCard informou que permitirá que seus cartões emitidos nos EUA sejam usados em Cuba a partir de 1º de março. A American Express também anunciou que lançará operações em Cuba.

O Netflix disse nesta segunda-feira que os clientes em Cuba poderão assistir a séries como "House of Cards", "Orange is the New Black" e "Marco Polo".

A companhia disse no mês passado que completaria sua expansão para 200 países em dois anos, mais rápido que o esperado, conforme amplia sua presença no exterior com a desaceleração do crescimento nos EUA.

O serviço de vídeos do Netflix adicionou 4,3 milhões de assinantes no quarto trimestre, dos quais mais da metade de fora dos EUA.

A companhia disse na quarta-feira que lançaria seu serviço no Japão no outono do Hemisfério Norte de 2015.

As ações do Neflix fecharam praticamente estáveis em 443,1 dólares na Nasdaq.

(Por Anya George Tharakan e Subrat Patnaik in Bangalore)