"Cibercalifado" ataca conta no Twitter da Newsweek e ameaça família Obama

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 16:14 BRST
 

Por Doina Chiacu

WASHINGTON (Reuters) - Hackers que se autodenominam parte de um "cibercalifado" ameaçaram o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e sua família ao assumirem o controle da conta no Twitter da revista Newsweek nesta terça-feira com as palavras "Je suIS IS", uma referência ao Estado Islâmico e ao ataque mortal contra o jornal francês Charlie Hebdo.

O grupo, que também assumiu a responsabilidade por ter invadido contas do Pentágono nas redes sociais no mês passado, publicou a mensagem "#CyberCaliphate Dia dos Namorados Sangrento #MichelleObama! Nós estamos observando vocês, meninas e seu marido!"

O Dia dos Namorados é comemorado em 14 de fevereiro nos EUA.

A conta no Twitter mostrou uma cabeça enrolada num lenço preto e branco ao lado de uma bandeira proclamando "cibercalifado".

O "Je suIS IS" é uma referência à frase "Je suis Charlie" que surgiu no mês passado em apoio às vítimas do ataque por militantes islâmicos contra a redação do jornal Charlie Hebdo em Paris que matou 12 pessoas.

A Newsweek removeu o banner "cibercalifado" e os tweets e retomou o controle da conta em 14 minutos, segundo a revista. O grupo militante Estado Islâmico assumiu o controle de partes do território do Iraque e da Síria e declarou um "califado".

Os hackers também publicaram uma mensagem destinada aos EUA em retaliação às suas ações no mundo muçulmano.

"Enquanto os EUA e seus satélites estão matando nossos irmãos na Síria, no Iraque e no Afeganistão, estamos destruindo o seu sistema de segurança cibernética nacional a partir de dentro", disse.   Continuação...