Executivo da Sharp diz não estar considerando venda de negócio de displays

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 09:34 BRST
 

OSAKA (Reuters) - Um alto executivo da Sharp disse que a empresa japonesa não está considerando a venda de seu combalido negócio de displays, depois de ter alertado que provavelmente vai registrar seu terceiro prejuízo líquido anual em quatro anos devido à fraca demanda de fabricantes chineses de smartphones.

A Sharp anunciou na semana passada que espera um prejuízo líquido de 30 bilhões de ienes (256 milhões de dólares) neste ano fiscal até março, ante previsão anterior de um lucro líquido de 30 bilhões de ienes, motivando especulações de que precisará rever sua estratégia, incluindo uma possível venda do negócio de displays.

O diretor-executivo da Sharp, Kazunori Houshi, disse a repórteres em Osaka que não está "considerando a opção" de vender o negócio de displays e que acredita que a desaceleração na demanda dos fabricantes chineses de smartphones será temporária.

(Por Reiji Murai)