Samsung vai congelar salários na Coreia do Sul pela primeira vez desde 2009

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 12:11 BRT
 

SEUL (Reuters) - A Samsung Electronics vai congelar salários em 2015 para funcionários na Coreia do Sul pela primeira vez em seis anos, depois que a maior fabricante de smartphones do mundo viu seus lucros caírem diante do crescimento da concorrência.

A medida de corte de custos é a mais recente da Samsung Electronics, que em janeiro divulgou sua primeira queda no lucro anual desde 2011, conforme perdeu fatia de mercado para os novos iPhones da Apple e para rivais chinesas com produtos mais baratos como a Xiaomi [XTC.UL].

O congelamento de salários surge também em um momento de expectativas de que a gigante de eletrônicos revele seu próximo smartphone Galaxy S num evento em primeiro de março, esperando reavivar o ímpeto de crescimento das vendas.

A Samsung já tinha congelado salários em 2015 para executivos como parte de medidas de contenção de despesas, disse uma porta-voz da companhia, confirmando notícias na mídia.

"As medidas devem injetar um senso de crise nos funcionários, que têm se beneficiado de aumentos salariais regulares e bônus fortes nos últimos anos", disse um professor de negócios do Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia da Coreia e autor do livro "Sony vs Samsung", Chang Sea-Jin.

Um porta-voz da Samsung não quis dar mais detalhes sobre os motivos para o congelamento de salários. A companhia adotou a medida pela última vez em 2009, na esteira da crise financeira global.

A Samsung Electronics contava com 93.928 funcionários na Coreia do Sul em 2013.

(Por Hyunjoo Jin)