Varredura de censura na China apaga mais de 60 mil contas na Internet

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 15:48 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Algumas das maiores companhias de Internet da China apagaram mais de 60 mil contas online, pois os nomes não estavam adequados a regras que entrarão em vigor no domingo, anunciou o maior regulador de Internet.

O Alibaba Group Holding, a Tencent Holdings, a Baidu, a Weibo - afiliada da Sina - e outras companhias excluíram contas num corte com o objetivo de "retificar" nomes online, disse a Administração de Ciberespaço da China.

Os motivos para a remoção incluem acusações de serem enganosos, disseminação de rumores, ligações ao terrorismo, ou envolvendo violência, pornografia e outras violações, disse o órgão num comunicado em seu site na quinta-feira.

O expurgo representa um passo na direção do controle do governo chinês sobre os nomes das contas das pessoas na Internet, um esforço com o qual censores enfrentaram dificuldades no passado, apesar de numerosos esforços para introduzir controles.

A China opera um dos mecanismos de censura online mais sofisticados do mundo, conhecido como a Grande Firewall. Censores mantêm controle sobre o que pode ser publicado online, particularmente sobre conteúdo que potencialmente ataque o Partido Comunista.

(Por Paul Carsten)