Cuba e EUA retomam serviços de comunicações telefônicas diretas

quarta-feira, 11 de março de 2015 17:31 BRT
 

HAVANA (Reuters) - O monopólio estatal das comunicações de Cuba e uma empresa dos Estados Unidos retomaram os serviços de telefonia direta internacional, após o primeiro acordo assinado entre companhias de ambos os países depois da aproximação diplomática entre Washington e Havana.

"Foi estabelecida uma interconexão direta entre Estados Unidos e Cuba, inicialmente para o serviço de chamadas internacionais de voz", disse nesta quarta-feira a Empresa de Telecomunicações de Cuba (Etecsa) num breve comunicado publicado na mídia local.

A Etecsa chegou a um acordo em 20 de fevereiro com a empresa norte-americana IDT Domestic Telecom.

As ligações telefônicas entre os países, que se tornaram rivais após a revolução de 1959 liderada por Fidel Castro, até agora eram feitas por conexões caras por meio de outros países devido a um embargo comercial.

"O restabelecimento das comunicações diretas... contribui para oferecer mais facilidades e melhor qualidade nas comunicações entre os povos de ambas as nações", acrescentou a Etecsa.

O acordo ocorreu quase três meses depois que Washington e Havana anunciaram o início de um processo para o restabelecimento dos laços diplomáticos após mais de cinco décadas de hostilidades.

A IDT Domestic Telecom, que tem sede em Newark, em Nova Jersey, se soma a uma lista de empresas dos Estados Unidos que pretendem se instalar na ilha a partir da aproximação dos velhos inimigos da Guerra Fria, entre elas Netflix e MasterCard.

(Reportagem de Nelson Acosta)