Orange impulsionará investimentos em rede para alimentar recuperação até 2018

terça-feira, 17 de março de 2015 10:43 BRT
 

PARIS (Reuters) - A francesa Orange gastará 15 bilhões de euros (15,9 bilhões de dólares) na atualização de redes até 2018 para se diferenciar de rivais numa guerra de preços em seu mercado doméstico.

A Orange, quinta maior operadora de telecomunicações da Europa em valor de mercado, disse também que demorará até 2018 para que as vendas e o lucro operacional excedam os níveis de 2014.

Os investimentos, muitos dos quais serão direcionados para banda larga de fibra óptica na França, seguem medidas similares da Deutsche Telekom e da britânica Vodafone, que lidera o grupo com seu plano de investimento de 19 bilhões de libras (28,1 bilhões de dólares) de dois anos batizado de "Project Spring".

"Queremos nos destacar de maneira clara de outros oferecendo aos consumidores conectividade melhor", disse seu presidente-executivo, Stéphane Richard, ao revelar o plano estratégico de 2020.

Para ajudar a atrair clientes que estão dispostos a pagar mais, a Orange planeja triplicar seus investimentos em banda larga de fibra óptica até 2020 para conectar 12 milhões de casas até 2018 e 20 milhões até 2022. A Orange visa triplicar as velocidades médias de dados em linhas móveis e fixas até o final de 2018.

(Por Leila Abboud e Gwénaëlle Barzic)